TopAd-Desk
TopAd-Mob
Início Destaques Um ano de coronavírus? Início da circulação do vírus ainda é desconhecida

Um ano de coronavírus? Início da circulação do vírus ainda é desconhecida


Ainda são incertas as datas em que o novo coronavírus começou a circular e quando o primeiro caso foi identificado. Dezembro de 2019 foi o mês das primeiras notificações oficiais, mas há estudo sugerindo que o vírus já circulava na China em agosto e há ao menos um relato sugerindo que o 17 de novembro pode ter relação com um dos marcos da pandemia.

Veja abaixo o que se sabe e as suspeitas sobre a circulação do novo coronavírus na China e em outros países antes mesmo de dezembro:

Novembro

Paciente em Hubei no dia 17

A possibilidade de que o dia 17 de novembro seja um dos marcos iniciais da pandemia foi levantada em reportagem do jornal South China Morning Post. O jornal – baseado em Hong Kong – relatou ter tido acesso a documentos do governo chinês apontando que a primeira pessoa infectada pode ter sido um morador de Hubei de 55 anos. O rastreamento do caso indica que a data do caso é de um ano atrás1.

A informação não foi confirmada pela China e a data não é citada em relatórios da Organização Mundial da Saúde (OMS). Em julho, a OMS enviou uma equipe de investigadores à China para apurar a origem do Sars-Cov-2.

Vírus em amostra de esgoto no Brasil

Pesquisadores encontraram partículas do novo coronavírus em duas amostras de esgoto colhidas em Florianópolis em novembro, dois meses antes do primeiro caso descrito no Brasil. É a primeira presença confirmada do vírus nas Américas.

O mês de dezembro concentra os principais marcos na trajetória oficial do novo coronavírus. Veja abaixo. A OMS emitiu o primeiro alerta da doença em 31 de dezembro de 2019, depois que autoridades chinesas notificaram casos de uma misteriosa pneumonia na cidade de Wuhan.

Foi no fim de dezembro – no dia 30 – que o médico chinês Li Wenliang, apontado como um dos primeiros a identificar a existência do surto do novo coronavírus, enviou uma mensagem para colegas alertando sobre um possível surto de doença respiratória com sintomas semelhantes aos da Síndrome Respiratória Aguda Grave, (SARs-CoV).

Junto com os colegas, ele foi convocado pela polícia e foi forçado a assinar uma carta na qual prometiam não divulgar informações sobre a doença. Ele morreu por causa da doença em fevereiro.

Os primeiros casos da então “pneumonia misteriosa” atendidos em hospital de Wuhan são datados a partir de 10 de dezembro, de acordo com a pesquisa “Early Transmission Dynamics in Wuhan, China, of Novel Coronavirus–Infected Pneumonia”, publicada no The New England Journal of Medicine.

Fonte:G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

SideBarAd-Desk/Mob (custom)

MAIS LIDAS

SINTE Chapecó esclarece que fala de manifestante não condiz com posicionamento do órgão

"A maior parte destes pais são de escolas particulares. Eu represento as escolas públicas estaduais” afirma manifestante, em trecho de vídeo publicado nesta quinta-feira...

Você viu? Atualização do WhatsApp permite enviar mensagens temporárias

O WhatsApp anunciou em novembro uma nova função de mensagens temporárias que desaparecem depois de sete dias após o envio. O usuário vai precisar habilitar...

Chapecó terá orçamento de R$ 1,1 bilhão em 2021

Os vereadores de Chapecó, em sessão ordinária desta quinta-feira (03), votaram e aprovaram, em segunda votação, a Lei Orçamentária Anual do Município. O projeto...

Defensoria Pública entra na justiça para cancelar toque de recolher em SC

A 4ª Defensoria Pública da Capital entrou com um habeas corpus na justiça para pedir o cancelamento do toque de recolher em Santa Catarina. No...
BaseAd-Desk
BaseAd-Mob
error: Conteúdo protegido!