TopAd-Desk
TopAd-Mob
Início Destaques Justiça determina a suspensão imediata de pesquisa eleitoral irregular do Instituto FHB

Justiça determina a suspensão imediata de pesquisa eleitoral irregular do Instituto FHB


A Justiça Eleitoral determinou a imediata suspensão da pesquisa de intenção de votos para prefeito de Chapecó divulgada pelo denominado Instituto FHB, a multa em caso de descumprimento da decisão é de R$ 53.205,00. (cinquenta e três mil e duzentos e cinco reais).

O prazo dado para que o Instituto FHB preste esclarecimentos à justiça sobre a pesquisa é de 2 dias. O pedido de impugnação e proibição de divulgação foi em função de que a pesquisa não apresentava o devido registro, o que não atribui credibilidade aos dados apresentados.

A referida pesquisa foi divulgada pelas redes sociais e a Justiça Eleitoral entendeu, em sua decisão, que veicular material sem o registro junto ao TSE pode causar prejuízos à eleição, influenciando o eleitorado de maneira equivocada.

O candidato a prefeito pelo MDB, Cleiton Fossá afirma que a verdade prevaleceu, que o eleitor deve ser respeitado e o processo eleitoral precisa ser transparente, para que os cidadãos possam definir seu voto pautados na verdade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

SideBarAd-Desk/Mob (custom)

MAIS LIDAS

SINTE Chapecó esclarece que fala de manifestante não condiz com posicionamento do órgão

"A maior parte destes pais são de escolas particulares. Eu represento as escolas públicas estaduais” afirma manifestante, em trecho de vídeo publicado nesta quinta-feira...

Você viu? Atualização do WhatsApp permite enviar mensagens temporárias

O WhatsApp anunciou em novembro uma nova função de mensagens temporárias que desaparecem depois de sete dias após o envio. O usuário vai precisar habilitar...

Chapecó terá orçamento de R$ 1,1 bilhão em 2021

Os vereadores de Chapecó, em sessão ordinária desta quinta-feira (03), votaram e aprovaram, em segunda votação, a Lei Orçamentária Anual do Município. O projeto...

Defensoria Pública entra na justiça para cancelar toque de recolher em SC

A 4ª Defensoria Pública da Capital entrou com um habeas corpus na justiça para pedir o cancelamento do toque de recolher em Santa Catarina. No...
BaseAd-Desk
BaseAd-Mob
error: Conteúdo protegido!